Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ESTILO DE VIDA E FORMAÇÃO MÉDICA: IMPACTO SOBRE OS HÁBITOS ALIMENTARES,CRONOTIPO E SOCIAL JETLAG.

Introdução

No decorrer da graduação do curso de medicina, os estudantes apresentam muitas dificuldades em decorrência da alta carga horaria do curso e da dedicação e responsabilidade que ele exige. A falta de tempo, exaustão, as preocupações e cobrança as quais ele está inserido, afeta de maneira negativa seus hábitos nutricionais e seu débito de sono. Por não possuírem horários fixos e adequados para se alimentarem, a alta ingesta calórica e deficiente em nutrientes, além do sedentarismo, leva muitos discentes a apresentarem excessivo ganho de peso, potencialmente vindo a desenvolver excesso de peso e até mesmo obesidade ao decorrer do curso. Os fatores potenciais que podem explicar esse contexto, são a falta de exercício físico, alterações no cronotipo e no social jetlag - que mensura a discrepância dos horários e do tempo de sono nos dias de trabalho e dias livres.

Objetivo

Examinar a relação entre o cronotipo, o social jetlag, percepção de debito de sono e os hábitos alimentares de acadêmicos de Medicina de uma faculdade privada de Araguari.

Métodos

O presente estudo será de caráter transversal e será desenvolvido com uma amostra obtida a partir dos 512 alunos matriculados e distribuídos entre o primeiro e o oitavo período de uma faculdade de medicina na cidade de Araguari, Minas Gerais. Os protocolos de estudo consistem de 3 questionários aplicados aos alunos: um para obter informações gerais abordando características sociodemográficas, antecedentes, hábitos de vida entre outros, recordatório alimentar 24 horas para avaliar o consumo alimentar dos discentes e por último, um questionário que irá avaliar os hábitos de sono, cronotipo e Social Jatlag.

Resultados

Sem resultados

Conclusões

Espera-se encontrar correlação entre a alimentação inadequada com alta ingestão de carboidratos, alimentos processados, e gordurosos, ao fato de não possuírem horário fixo e tempo adequado para realizarem suas refeições. Além disso, pretende-se demonstrar o baixo débito de sono, com poucas horas de sono no decorrer da semana e mais horas aos fins de semana, o que prejudica o ritmo circadiano ao qual o organismo está acostumado.

Palavras-chave

Cronotipo, Social jet lag, comportamento alimentar.

Área

Projeto

Instituições

Imepac - Minas Gerais - Brasil

Autores

Danielle Fernandes Alves, Amanda Naves Nunes, Evelli Aline de Paula Martins, Maria Eduarda Moreira Martins da Costa, Mariana Por-Deus Vilela, Marina Rodrigues de Araújo Ávila, Thays Bento dos Santos