Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇÃO DA ENFERMAGEM NA QUALIDADE DE VIDA DE HIPERTENSOS RESISTENTES COM APNEIA OBSTRUTIVA EM TRATAMENTO OU NÃO COM PRESSÃO AÉREA POSITIVA CONTÍNUA (CPAP) EM VIAS AÉREAS

Introdução

A Hipertensão Arterial tem alta prevalência. Estudos demonstram que, em todo o mundo, 1 a cada 3 adultos a partir de 25 anos de idade é portador de HA.
Em relação à Hipertensão Arterial Resistente, estima-se que 12% dos portadores de HA têm a forma Resistente. Hipertensão Arterial Resistente (HAR) é definida quando a Pressão Arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três fármacos anti-hipertensivos com ações sinérgicas em doses máximas preconizadas e toleradas, sendo um deles preferencialmente um diurético, ou quando em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos, mesmo com a PA controlada.
Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) é definida como a interrupção do fluxo aéreo por no mínimo 10 segundos, com diminuição de oxigenação e/ou despertares transitórios. Suas principais características são sonolência e fadiga diurna, ronco, obesidade, perda da concentração, elevação pressórica e depressão. Apresenta forte associação com hipertensão arterial (HA).A apneia obstrutiva do sono (AOS) é considerada fator de risco adicional e independente para doenças cardiovasculares (CV). A prevalência de AOS em pacientes portadores de Hipertensão Resistente (HR) chega a 80%.




Objetivo

-Participação da Enfermagem na avaliação da qualidade de vida de uma população de Hipertensos Resistentes portadores de Apneia Obstrutiva do Sono (AOS).
- Aplicar o instrumento Functional Outcomes of Sleep Questionnaire (FOSQ), avaliando o impacto da sonolência excessiva na qualidade de vida e as principais mudanças antes e após o tratamento da apneia obstrutiva do sono.

Métodos


Estudo Prospectivo Observacional, desenvolvido no Laboratório do Sono (LabSono) do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho – UFRJ.
Todos os pacientes fazem parte da coorte do Programa de Hipertensão (ProHArt), do mesmo Hospital.
A amostra é de 120 pacientes tendo sido aplicados, até o momento, 55 questionários.
Para a coleta de dados, está sendo aplicado o Functional Outcomes of Sleep Questionnaire (FOSQ30), cujo objetivo é avaliar o impacto da sonolência excessiva na qualidade de vida.

Resultados

Não disponíveis

Conclusões

não disponíveis

Palavras-chave

Hipertensão Arterial Resistente, Apnéia Obstrutiva do Sono,
Qualidade de Vida, Sistematização da Assistência de Enfermagem


Hipertensão Arterial Resistente, Apnéia Obstrutiva do Sono,
Qualidade de Vida, Sistematização da Assistência de Enfermagem


Área

Projeto

Instituições

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CLEMENTINO FRAGA FILHO UFRJ - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

MARIA BEATRIZ MOLITERNO