Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Prevalência de insônia em estudantes de medicina e associação com sintomas de ansiedade e depressão

Introdução

A vida acadêmica é um ambiente de muitas demandas aos estudantes de medicina, os quais apresentam qualidade de sono ruim e pior do que a população geral. Também há alta prevalência de estresse e distúrbios mentais, como ansiedade e depressão, nesses alunos, fatores que podem ser contribuintes para ocorrência de distúrbios do sono, como a insônia. Entre os prejuízos da Insônia estão sintomas como fadiga, sonolência, dificuldades de memória e concentração, irritabilidade, labilidade emocional, estresse, e sintomas de depressão e de ansiedade.

Objetivo

Objetivo principal: avaliar a prevalência de insônia em estudantes de medicina da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein. Objetivos secundários: (a) investigar, nessa população, a associação da insônia com sintomas de ansiedade ou depressão e (b) analisar a associação da insônia e de sintomas de ansiedade e depressão com as variáveis sociodemográficas.

Métodos

Será um estudo observacional analítico transversal a ser realizado na Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein (FICSAE) durante o segundo semestre de 2019. A amostra será de conveniência, composta por estudantes de medicina da FICSAE.
Os alunos que concordarem em participar e aceitarem o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) irão preencher o questionário sociodemográfico, os questionários do índice de gravidade da insônia e da escala hospitalar de ansiedade e depressão. Tanto os questionários quanto TCLE serão disponibilizados em formulários online.
Após a coleta e organização dos dados serão realizadas as análises descritivas e a análise estatística. As variáveis numéricas serão descritas por médias e desvio padrão. Para comparar os grupos quanto a variáveis qualitativas será utilizado o teste do Qui-quadrado (χ2). Para comparar as variáveis quantitativas será utilizado o teste t de Student. O coeficiente de correlação de Pearson (r) será utilizado para verificar associação entre as variáveis. O nível de significância será fixado em p < 0,05.

Resultados

O estudo ainda está na fase de divulgação dos questionários.

Conclusões

O estudo conduzirá a um melhor esclarecimento acerca da prevalência de insônia em alunos de medicina, sua associação com queixas de ansiedade e depressão e fatores sociodemográficos, o que poderá contribuir para estratégias futuras que beneficiem a qualidade de vida dos alunos, incluindo efeitos no desempenho acadêmico e, eventualmente, na atuação profissional.

Palavras-chave

Insônia; Estudantes de medicina; Ansiedade; Depressão

Área

Projeto

Autores

Raissa Rossener, Isabella Rocha Morais, Maria Fernanda Caldeira, Helena Hachul