Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

EFETIVIDADE DA ACTIGRAFIA EM RELAÇÃO A POLISSONOGRAFIA PARA IDENTIFICAR ALTERAÇÕES NOS PADRÕES DO SONO

Introdução

O sono é caracterizado como condição fisiológica de modificações do estado de consciência, redução da sensibilidade aos estímulos externos, acompanhados por mudança de características motoras, além de alterações autônomas. Os ciclos de sono são previsíveis e possuem natural capacidade para reverter ao estado de vigília. Transtornos do sono se manifestam por má qualidade do sono, sonolência excessiva diurna, dificuldade em dormir ou acordar na hora desejada, comportamentos ou movimentos anormais durante o sono e insônia. Seu diagnóstico baseia-se em uma boa anamnese, avaliação subjetiva e objetiva através da polissonografia (PSG) e actigrafia (ACT). A PSG, apesar de considerada o exame padrão ouro, não vem sendo rotineiramente indicada por ser mais dispendiosa. A actigrafia, ao contrário, além de mais barata, pode ser utilizada fora do ambiente laboratorial e por vários dias consecutivos.

Objetivo

Avaliar se a actigrafia é fidedigna para detecção de informações acerca do padrão de sono do adulto, em comparação com a polissonografia, para que seja utilizada como principal medida objetiva do sono.

Métodos

Estudo de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) delineado como uma revisão sistemática. Busca possibilitar, através de síntese das evidências disponíveis, a comparação das duas tecnologias (em termos de efetividade) actigrafia versus polissonografia. A questão de pesquisa foi baseada no acrônimo PIRO: População: Pacientes adultos; Teste Índice (Index Test): Actígrafo; Padrão de Referência: Polissonografia; Desfechos: Identificar alterações nos padrões de sono, dos parâmetros em comum com a PSG, tais como: latência do sono (SL); tempo total de sono (TST); acordar após o início do sono (WASO); e eficiência do sono (SE; SE = TST / tempo na cama). A recuperação das informações aconteceu em Outubro de 2019. Buscou-se por estudos do tipo ATS, revisões, revisões sistemáticas com ou sem síntese quantitativa, ensaios clínicos randomizados, estudos observacionais e estudos descritivos, nas bases de dados Cochrane Library, MEDLINE via Portal PUBMED, Google Scholar e no meta-buscador TRIP DATABASE.

Resultados

"sem resultados"

Conclusões

Vale ressaltar que o estudo ainda está em fase de avaliação das evidências. A curiosidade em investigar a efetividade da ACT, confrontando-a com a PSG, deve-se ao interesse de evidenciar o quanto aquela gera informações significativas, que contribuam para a pesquisa e clínica do sono comparada a esta.

Palavras-chave

Adultos; Actigrafia; Polissonografia.

Área

Projeto

Autores

JULIANA DURÃES DAS NEVES, ANDREA DOS SANTOS GARCIA, SOLANGE CAMPOS VICENTINI, FABRICIO DOS SANTOS, GIOVANA CÓPIO VIEIRA, ROBERTO CARLOS LYRA DA SILVA, CARLOS ROBERTO LYRA DA SILVA