Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

IMPLICAÇÕES DOS HORÁRIOS ESCOLARES MATUTINOS DO IFRN EM ASPECTOS RELACIONADOS AO SONO, FREQUÊNCIA E RENDIMENTO ACADÊMICO DOS ESTUDANTES

Introdução

Do ponto de vista neurobiológico, diversos estudos validam a importância do sono para a saúde e bem-estar da população. Nessa fase, o cérebro encontra-se em um estado ativo onde há um rearranjo de redes neurais associadas ao aprendizado e a consolidação da memória. É importante ressaltar, contudo, que o sono se expressa de forma distinta em função da faixa etária. Em particular no caso dos adolescentes, há uma maior necessidade do sono em comparação à idade adulta, além de um atraso natural do horário de início do sono. Estudos demonstram que despertar mais cedo, em função dos horários escolares, levaria à uma privação do sono e, consequentemente, a dificuldades relacionadas à aprendizagem.

Objetivo

O objetivo desse estudo é analisar as implicações dos horários escolares do turno matutino nos diversos aspectos relacionados ao sono, a frequência e ao rendimento acadêmico em estudantes do campus Natal-Central do IFRN.

Métodos

O grupo amostral será composto de 1.637 estudantes na faixa etária entre 14 e 19 anos de idade, dos cursos de nível médio, do Campus Natal-Central do IFRN.
Os dados relacionados à frequência, rendimento acadêmico e aspectos socioeconômicos do grupo amostral serão obtidos a partir dos registros do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP) do IFRN.
O registro e monitoramento dos dados relacionados ao sono dos estudantes será feito a partir de questionários validados para a língua portuguesa aplicados no início da pesquisa, além de informações inseridas por eles, com frequência diária, no diário do sono.
Trabalho já submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa.

Resultados

Sem resultados

Conclusões

A partir deste projeto, pretende-se esclarecer como os horários escolares do turno matutino do IFRN podem influenciar aspectos cronobiológicos, frequência às aulas, desempenho acadêmico e características psicossociais dos estudantes. Além de subsidiar melhor compreensão do papel do sono nesta fase da vida. Tal conhecimento integrado tem o potencial de auxiliar no desenvolvimento de estratégias coletivas. Assim, espera-se contribuir para a otimização na formatação de algumas atividades escolares e para o aprofundamento do conhecimento científico referente às características cronobiológicas e sua relação com o rendimento acadêmico e aspectos biopsicossociais em adolescentes do ensino médio. Em consonância com as ações de promoção à saúde propostas pela World Sleep Society e pela Associação Brasileira de Sono.

Palavras-chave

adolescentes, cronotipos, qualidade do sono, horários escolares

Área

Projeto

Autores

RICARDO ANDRÉ MEDEIROS MACIEL, MARIO ANDRÉ LEOCADIO MIGUEL, LAVÍNIA FLÁVIA XAVIER SOUZA